Rede dos Conselhos de Medicina
Selecione o Conselho que deseja acessar:
Porto Alegre, 05 de Dezembro de 2019. Aumenta a Fonte [ A + ]   [ A - ]  
 

Foram onze longos anos de luta pela regulamentação da Emenda 29, aprovada pela Câmara Federal no dia 21 e que agora segue para o Senado. É difícil calcular o montante dos  recursos sonegados à saúde nesse período pela União e pelos Estados, em especial o Rio Grande do Sul, que ocupa a vergonhosa posição de ser o que menos investe em saúde.
Mais complicado ainda é avaliar o número de pacientes que ficaram pelo caminho por falta de atendimento, de medicamentos ou de leitos. Cidad&atild...

Mesmo com maior rigor, previsto pela Portaria 134, cada médico deve acompanhar o uso de suas informações dentro do CNES.

Regra recentemente editada pelo Ministério da Saúde tem causado comoção entre os médicos brasileiros. A Portaria 134, de 4 de abril de 2011, estabelece novos critérios para o Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES).  O documento, que pode ser conferido na íntegra no endereço http://cnes.datasus.gov.br (clicando em Institucional e, depois, em Legislaç...

As instituições hospitalares possuem uma determinada capacidade operacional instalada nos serviços de urgência e emergência, constituída por estrutura física, equipamentos e equipes de saúde.

Esta estrutura suporta um determinado número de atendimentos, capaz de prestar uma assistência eficaz e de qualidade, seguindo os critérios científicos da medicina.
Quando esta capacidade operacional é superada pelo alto número de pacientes, causando a superlotação, ocorre natural...

Os clubes de futebol do Brasil, em especial os do RS, descobriram que vale a pena investir em jogadores dos países vizinhos. Normalmente eles têm custo menor e são de boa qualidade. Da mesma forma, os gestores de municípios da fronteira estão tirando proveito de um acordo firmado em 2004 para contratar médicos das nações do Mercosul, ao arrepio da legislação que estabelece regras muito claras a esse respeito.

Na relação com os dirigentes da dupla Gre-Nal, por exemplo, os administradores municipais &nd...

Em pesquisa nacional encomendada pela Associação Paulista de Medicina e pela Associação Médica Brasileira, com apoio do Conselho Federal de Medicina, ficou claro que as operadoras, planos e seguros de saúde não gozam de bom conceito junto à população e aos médicos. Os médicos atribuem, em média, nota 5 aos convênios, numa escala de zero  a 10.

Os médicos (92%) denunciam que sofrem sempre algum tipo de interferência em seu trabalho. As principais são a glosa de pr...

A futura presidente do Brasil, Dilma Roussef, garantiu em sua primeira entrevista após a eleição, que a Saúde, ao lado da Segurança, será prioridade em seu governo, sinalizando que as promessas de campanha não ficarão restritas aos palanques e aos espaços obrigatórios ocupados no rádio e na televisão.
Não tenho por que duvidar dos propósitos da presidente eleita. Afinal, a saúde é uma chaga que martiriza a sociedade brasileira há muito tempo. Portanto, nada mais ade...

A super-Iotação das emergências médicas dos hospitais públicos e privados é o efeito de um problema crônico de gestão da saúde no Brasil.
A excessiva procura de emergências pelos pacientes, que supera de longe a capacidade destas de dar conta da demanda, é o efeito da falta de soluções que o sistema de saúde oferece a estes pacientes na chamada rede de atenção primária. Esta rede deveria oferecer uma adequada estrutura para casos mais simples, como pacientes com viroses...

A relação do Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio Grande do Sul – Cremers – com a luta pela doação de órgãos e tecidos é antiga. Há muito tempo, a entidade participa de campanhas e promoções, apoiando, por exemplo, o Jogo pela Vida, louvável iniciativa da RBS. Desde o ano passado, a contribuição do Conselho foi ampliada, com a criação do Grupo de Incentivo à Doação de Órgãos, composto por conceituados médicos integrantes de ...

Leio ásperas manifestações dos pseudodefensores da cidadania contra a decisão do Supremo Tribunal Federal reconhecendo o direito constitucional do cidadão em optar livremente por condições especiais de atendimento quando houver necessidade de internação hospitalar, não se sujeitando às regras administrativas do SUS que lhe subtraiam aquilo que a Constituição Federal assegura a todos os brasileiros, que é o direito à saúde.
A Carta Magna não estabeleceu qualquer cond...

Atualmente, o Sistema Único de Saúde dá prioridade às ações preventivas de saúde, que, a médio e longo prazo, deverão diminuir a incidência das doenças. Essa orientação diminuiu as verbas destinadas aos hospitais e profissionais que combatem a doença. Como se sabe, a doença, quando surge, exige a tomada rápida de posição com o objetivo de evitar sequelas e até a morte.

No antigo Inamps, havia a opção da chamada diferença de c...



 Primeira Página   [3]  [4]  [5]  [6]   [7]   [8]   Última Página

Institucional Câmaras Técnicas Comissões de Ética Conheça o CREMERS Contas Públicas Delegacias Diretoria Palavra do Presidente Vídeo Institucional História Cremers

Serviços Área do Médico Busca Empresas Busca Médicos Ativos CBHPM Concurso Emissão de Boleto Empregos Eventos Inscrição de Empresas Licitações Pareceres e Resoluções Perguntas Freqüentes Pessoa Jurídica Propaganda Médica Registro de Especialidade Médica

 

 

Imprensa Artigos Assessoria Informativo Cremers Notícias Twitter

Publicações Apresentações para Download Biblioteca Código PEP Regimento Interno dos Corpos Clínicos

 

Contato Fale com o CREMERS Fale com o Presidente Ouvidoria

 

 

 

Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio Grande do Sul - Copyright 2019 ©
Av. Princesa Isabel, 921 - Bairro Santana
Porto Alegre - RS - CEP: 90620-001
Telefone: (51) 3300-5400 e 3219-7544
Fax: (51) 3217-1968
E-mail: cremers@cremers.org.br
Horário de Atendimento:
De segunda-feira a sexta-feira
Das 09h00min às 18h00min