Rede dos Conselhos de Medicina
Selecione o Conselho que deseja acessar:
Porto Alegre, 06 de Dezembro de 2019. Aumenta a Fonte [ A + ]   [ A - ]  
 

  "Nesta semana a média de idade da UTI diminuiu 40 anos”, comentou, consternado, um dos atendentes de uma das UTIs de um dos hospitais de Santa Maria. Todos os enfermos, de qualquer idade, merecem toda a atenção. Mas a ocupação maciça e súbita por tantos jovens é absolutamente chocante. E é uma das características mais marcantes do que aconteceu, do que está acontecendo e do que vai acontecer na comunidade local e que se estende por todo o Estado, o País e até no mundo inteiro.

<...

 Em pesquisa nacional encomendada pela Associação Paulista de Medicina e pela Associação Médica Brasileira, com apoio do Conselho Federal de Medicina, ficou claro que as operadoras, planos e seguros de saúde não gozam de bom conceito junto à população e aos médicos. Os médicos atribuem, em média, nota 5 aos convênios, numa escala de zero  a 10.

Os médicos (92%) denunciam que sofrem sempre algum tipo de interferência em seu trabalho. As principais são a glosa...

 Ao promover eventos como os fóruns ‘Aspectos Atuais, Éticos e Legais na Prática Médica’ e ‘Auditoria em Saúde’, e trazer para o Estado, em parceria com o CFM, o Fórum Nacional de Urgência e Emergência, o Cremers busca estimular o debate e a reflexão sobre temas que fazem parte do cotidiano da atividade médica.

 Os médicos costumam dizer que, uma vez feito o diagnóstico, é possível fazer o tratamento. O diagnóstico das causas da superlotação das emergências já está feito por todos os gestores, conforme se constata seguidamente nos meios de comunicação. Segundo eles, a população deve mudar sua cultura e procurar atendimento nos serviços de medicina de família, postos de saúde e pronto-atendimentos (UPAs).

 

 No momento em que o governo anuncia a criação de 2.415 novas vagas em faculdades de medicina e insiste em criar mecanismos para facilitar a validação automática no país de diploma médico obtido no exterior, é um alento confirmar que os médicos unidos e mobilizados, saindo às ruas a exemplo de qualquer outra categoria profissional diante da usurpação de seus direitos, possuem muita força, muita capacidade de pressão.

 

O Cremers tem por obrigação legal fiscalizar o exercício da Medicina. Para cumprir este dever tem um setor de fiscalização, coordenado por um diretor e com dois médicos fiscais contratados, treinados especialmente para este fim.

As fiscalizações do Cremers têm credibilidade pública há anos. Nelas fundamentadas, muitas instituições têm corrigido suas imperfeições. Em relativamente poucas ocasiões, se compararmos com o volume de fiscalizações ...

A sociedade brasileira clama por cuidados intensivos para a saúde. A mobilização para a aplicação de mais recursos, conforme determina a Lei Complementar nº 141, de 13 de janeiro de 2012, é uma providência necessária.

Mas é preciso muito mais do que isso!

O quadro está exposto, com dramáticas cenas que evidenciam a má gestão do dinheiro da população. Dinheiro da saúde, quando aplicado de forma incompetente, representa morte e sofrimento. Quando n&...

"A inevitável objetivação e tecnicalização da terapêutica no século XIX evoluiu para um excesso extremo porque entre o médico e o paciente se interpôs um terceiro objeto inteiramente mecânico, o aparelho. Os novos clínicos foram diminuindo cada vez mais suas capacidades criativas, penetrantes e de síntese voltadas para o diagnóstico." (Stefan Zweig, 1931)

Desde Thomas Sidenham, médico inglês, no séc. XVII, se consagrou a classificação das enfermi...

Médicos qualificados doaram o seu tempo para avaliar cursos ruins e cortar vagas; o Conselho Nacional de Educação ignorou o nosso trabalho e recriou todas.

O Conselho Nacional de Educação acaba de tornar sem efeito decisões da Secretaria de Educação Superior (Sesu) do Ministério da Educação (MEC) sobre a redução de vagas em cursos de medicina. Até 1996, o país possuía 82 faculdades de medicina, das quais 33 eram privadas (40%). Em 12 anos, entre 1996 e 2008, ...

Frequentemente, temos lido na imprensa declarações de governantes de que faltam médicos no Brasil e, particularmente no Estado do Rio Grande do Sul. O argumento tem sido utilizado para justificar a abertura de novas Faculdades de Medicina.

Não raro, vemos declaração de autoridades sobre a falta de especialista, particularmente de Pediatras e Obstetras.

Para analisar a matéria, fomos buscar respostas na publicação do CFM...



 Primeira Página   [2]  [3]  [4]  [5]   [6]   [7]   [8]   Última Página

Institucional Câmaras Técnicas Comissões de Ética Conheça o CREMERS Contas Públicas Delegacias Diretoria Palavra do Presidente Vídeo Institucional História Cremers

Serviços Área do Médico Busca Empresas Busca Médicos Ativos CBHPM Concurso Emissão de Boleto Empregos Eventos Inscrição de Empresas Licitações Pareceres e Resoluções Perguntas Freqüentes Pessoa Jurídica Propaganda Médica Registro de Especialidade Médica

 

 

Imprensa Artigos Assessoria Informativo Cremers Notícias Twitter

Publicações Apresentações para Download Biblioteca Código PEP Regimento Interno dos Corpos Clínicos

 

Contato Fale com o CREMERS Fale com o Presidente Ouvidoria

 

 

 

Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio Grande do Sul - Copyright 2019 ©
Av. Princesa Isabel, 921 - Bairro Santana
Porto Alegre - RS - CEP: 90620-001
Telefone: (51) 3300-5400 e 3219-7544
Fax: (51) 3217-1968
E-mail: cremers@cremers.org.br
Horário de Atendimento:
De segunda-feira a sexta-feira
Das 09h00min às 18h00min